Minha saga com o bullet journal


Sim, esse título pode ter muitos significados. E, bem, quando escrevi isso pensei em um monte de coisas.

Não somos obrigadas a ir em festas.
Não somos obrigadas a comer nada.
Não somos obrigadas a aceitar um estilo de vida.
Não somos obrigadas a ter um método específico e nos adequarmos a ele apenas.

Exatamente, esse título surgiu quando eu pensei no bullet journal. Eu sei, nada a ver isso, hahaha.

Eu queria muito testar essa nova forma de organização. Planejar a semana, colocar as tarefas em dia... Essas atividades que eu vejo as pessoas fazendo e que me dão uma vontade enorme de aprender também.

Não sou tão organizada como pareço ser. Quase tudo é ilusão.

Fico muito feliz que eu consegui ao menos tentar e coloquei hábitos legais na minha rotina, que espero que continuem.

Mas essa lista de tarefas do dia (no meu caso, na semana) não deu muito certo não. Nem agenda deu certo, nem bullet journal.

Ainda bem que ninguém tem que começar nada sem testar.

O que deu certo mesmo é uma folha em branco onde escrevo tudo o que quero quando dá pra eu saber o que preciso fazer. Algo sem data nas páginas que eu não me sinta obrigada a preencher (tá aí a palavra de novo).

Bisus!

Imagem de David Fanuel em Unsplash.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carente de amor!

É uma questão de estilo

Let it shine!