Um livro resumidão


Bem, continuo na minha saga de leitura cronológica da Bíblia. E isso está sendo muito, mas muito importante pra eu conseguir entender todo o contexto. Agradeço imensamente ao grupo da UPA que frequento por ter iniciado isso e ajudado a construir o pensamento de Jesus presente por toda a história.

Depois de Números, temos Deuteronômio. O livro 5 do Pentateuco. E ele tem uma característica muito interessante que descobri lendo os 4 primeiros capítulos (note que tem muita coisa pra rolar ainda).

Enquanto Levítico só fala das leis, expiações e como as coisas devem ser feitas e Números, que coloca diversos nomes e números mesmo das tribos (se quiser somar dá mais de milhão de pessoas naquela época), Deuteronômio se encarrega de enxugar muito do que foi dito do meio de Êxodo pra frente (os 10 mandamentos inclusive são repetidos no capítulo 5).

Se você quiser ter uma ideia do que é dito nos primeiros livros do Antigo Testamento (exceto Gênesis, que deve ser lido separadamente, e o início de Êxodo até o capítulo 22), é uma boa ler Deuteronômio.

Ah, esqueci de dizer. Eu estudo tudo utilizando duas versões: ARA e NVI. Para mim, uma complementa a outra com relação à linguagem. Existe hoje a NVT que é muito boa também e bastante parecida com a NVI.

Diz aí, que versão você usa? Já teve curiosidade de ler o livro de Deuteronômio?

Em breve mais postagens aqui sobre esse livrão maravilhoso (digo, a Bíblia).

Bisus!

Imagem de Aaron Burden em Unsplash.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Carente de amor!

É uma questão de estilo

Let it shine!