Postagens

Back, Gone...

Eu não poderia estar mais agitada nesses dias. Está uma loucura essa semana, total.

Não imaginei que conseguiria encontrar um novo cantinho pra morar tão cedo. Que teria que fazer umas mudanças assim, do nada. É tão louco! E estou mais feliz ainda porque algumas pessoas podem me ajudar muito com algumas coisas, principalmente com essa mudança que está vindo. E não vai ser pequena. Vai ser bem grande.

Encontrei um apartamento pra morar. Vai ser a saga do apê 32, como dizem as blogueiras mais famosas. Quero deixar o lugar com a minha cara, e aos poucos. Morar sozinha vai ser um desafio muito novo na minha vida.

Minhas coisas, minha organização, sem aquele receio de pessoas diferentes em casa. Tudo bem tranquilo, e mais bonito, vamos dizer assim... Espero que dê tudo certo.

Eu acredito que Deus está na minha vida. Pode ser que eu tenha desacreditado um pouco por tudo o que aconteceu há alguns anos. Não foram coisas boas, com certeza. Mas me ensinaram tanto, mas tanto! Sou muito grata po…

What you can do?

Imagem
This is different. This time I do not wanna talk about you, but about me.

Sim, o texto começou diferente e está fluindo da minha mente para os meus dedos enquanto escrevo. Quando abri o editor, não sabia direito o  que viria pela frente (Princess of China, Rihanna e Coldplay, meu background agora, ~I could've been a princess, you're a king, could've had a castle, and worn a ring but no, you let me go~).

A vida é tão engraçada, não? Uma hora a gente está bem, outra não. Existem momentos de pura felicidade e momentos de tristeza não tão profunda como caberia nessa frase, mas ainda sim de solidão. Pois é, não sei como a vida passa e nem como as coisas acontecem direito. Sei que não é um simples destino.

Algumas horas depois em casa, escutando um vídeo, muito possível para alguns youtubers, pra falar a verdade. Em casa, a gente tem mais liberdade para pensar nas coisas, e cada uma que passa que nem precisam ser ditas.

Recebi a ligação de uma tia que não vejo há anos, contando …

Love can change the world in a moment

Imagem
Acordei hoje com essa música na cabeça. Acho que eu ainda estou em choque com o resultado da eleição desse ano e me sentindo mais perdida que o normal. Vamos dizer que não esperava um segundo turno assim, nem um candidato...

Deixa pra lá. Ao menos temos algumas poucas notícias boas no meio dessa corrida presidencial. Por favor, resto do mundo, não desistam do Brasil e continue orando por nós. Não é fácil e nem vai ser, na verdade. Faz parte da vida.

Acho que essa música do Ed (sim, íntimos), pelo menos essa parte, poderia estar no coração de todas as pessoas. Por mais que seja difícil ou pareça ser, é uma verdade que pode encobrir todo o ódio e raiva cultivados ao longo dos anos um pelo outro.

Por que continuar mantendo um sentimento assim, no coração, que pode tornar a vida mais triste, preta e branca, com ausência de cor, cinza, sem sentimentos vívidos e locais para se apreciar? Pode ser que falte alguém para despertar isso, hahaha, não se sabe, não é? Só é necessário lembrar que é…

Comecei minhas morning pages

Imagem
Enquanto eu não consigo me decidir por um template mais simples, que dê atenção ao conteúdo (e não me arrependa depois), vamos escrevendo. E escrevendo aquilo que parece ser importante, que diz algumas coisas que talvez não pensamos direito. Por exemplo...

Comecei minhas morning pages. E já estou feliz justamente por estar conseguindo manter isso, pelo menos no início. Já posso ver uma diferença básica, que é a vontade de escrever mais e mais. Mesmo usando um aplicativo de cartas, que é sensacional (me patrocina?), escrever à mão mesmo, no papel e caneta, faz tanta diferença. Você poderia tentar mais, um dia, de verdade.

Estou vendo que resolvi mesmo dividir duas partes da minha escrita na vida. Uma na morning pages, que podemos considerar sim um diário, já que está ajudando a externar o que está acontecendo comigo por esses dias, mesmo eu me limitando no momento a uma página A5, e os meus pensamentos que talvez, um dia, possam ajudar alguém nessa internet.

Sim, eu sei. Está cada vez…

Eu não consigo ficar quieta, mesmo!

Imagem
Esse talvez seja um dos momentos que eu me sinto mais feliz justamente por não ter um nome temático para o blog, com um nicho bem específico pra falar somente sobre ele. Pois é, cogitei em mudar de nome de novo, olhe só. Ainda bem que pensei bem e decidi não fazê-lo. Uma hora a gente precisa parar de inventar picuinhas que fazem as coisas ficarem mais difíceis.

Por exemplo. Algo bem difícil pra mim essa semana. Me concentrar em fazer o bendito TCC e deixar o resto de lado, pelo menos por um instante. Não está funcionando de maneira nenhuma. Dá um certo desespero no coração por causa disso e a minha ansiedade é insistente. Ela quer voltar e fazer parte de novo da minha rotina.

Eu disse não pra essa minha ex-amiga aí. Só que ela insiste em voltar de vez em quando. Olha só que tristeza. Mas está tudo sob controle, pelo menos enquanto escrevo esse texto.

Essa ansiedade é como aquela pessoa que não te deixa em paz mesmo, de jeito nenhum, nem mesmo implorando. Dá um certo desespero só de i…

Amo o som das palavras

Imagem
Textos desse tipo podem acabar surgindo por aqui. E a maioria deles são extremamente espontâneos. Pelo que me conheço, e estou em fase de aprendizado quanto à isso, não consigo começar um assunto e terminar depois de uma semana, por exemplo. Tenho que escrever enquanto a ideia flui. E é assim também com todos os meus projetos.

Acho (tenho certeza) que é por isso que muitos deles não se concretizaram. Tenho muito receio de começar e parar e até mesmo do que as pessoas vão pensar.

Então, por que escrevo aqui mesmo? Não me entendo, hahaha.

Sabe aquele momento narrador de filmes? Uma voz aparece do fundo, tentando narrar o momento (como na série Desventuras em Série) ou do pensamento do personagem (como Insatiable - sim, assisti até o final, não me julguem). Estou fazendo isso nesse momento e encontrando um jeito muito mais fácil de escrever.

O modo de falar mostra bastante da personalidade da pessoa. Como nos textos da Maki, no Desancorando. Ela escreve de forma diferente e o jeito que e…

Let it flow

Imagem
"Deixa a vida me levar...
Vida leeeva eu..." [song]

Mentira, gente. Essa música parece ser tão errada que só em momentos tristes eu canto ela. Sim, pensa na vida te levando sem nenhum tipo de reação, só vivendo como se não tivesse nada mais a se fazer.

É necessário ter propósito. Pra alguma coisa, qualquer coisa. Algo que te faça feliz, como algumas coisas me fazem feliz. Por exemplo, aprender com meus dons todos os dias. É, pode parecer que eu sou sortuda por saber quais são eles, mas não, é horrível. Eu não sei ao certo como usá-los para pregar o evangelho.

Mas você não está fazendo? Escrevendo aqui quando dá, vivendo de acordo com a Palavra, que você estuda quando dá?

Vê como essa segunda frase daí de cima é tão errada? Quando dá?! Eita, não pode ser quando dá, tem que ser sempre. Preciso arrumar isso na minha vida urgentemente...mente.

Meus dons são difíceis de serem gerenciados, por assim dizer. Pra mim eles parecem ser teóricos demais, embora para outros parecem ser uma…