Eu também!


#SQN

Se a gente já começa com uma hashtag discordando, dá pra imaginar um pouco o que vem pela frente, não é mesmo?!

Estou percebendo também que estou fazendo desse espaço e desse BEDA uma espécie de diário virtual, onde gosto de compartilhar informações do meu dia a dia. Essa história acabou de acontecer, no caso no dia anterior, e eu fiquei tremendamente assustada.

E estou muito assustada o quanto Deus tem usado o bendito do livro que estou lendo pra me mostrar tantas coisas. Usa mais Aba!!!

Seguinte: estava eu na faculdade, mostrando o livro para uma amiga. Já compartilho da minha fé com ela e tudo o mais. É bem tranquilo. Ela vai nos estudos comigo, inclusive. É uma das melhores horas do dia.

Outra pessoa se assentou do meu lado, ficou curiosa e eu, claro, mostrei. Disse que eu sou cristã e que o livro falava sobre Deus. Então a pessoa virou e me disse: eu também. Acho que eu não me controlei na hora e observei bem fundo o semblante ao meu lado e passei o livro para ser lido, pelo menos a sinopse.

Depois desse momento me vi refletindo e estou assim até o momento que te escrevo esse texto. Minha gente, que baque duro foi esse!

Não foi um baque qualquer. É um baque longe do preconceito e de julgamento. É um choque de realidade para me mostrar o que eu ando fazendo da minha vida e em como o Evangelho está desconstruído no meio de uma sociedade que só pensa em tecnologia, em deixar tudo mais acessível e em ter ter ter TER.

Hoje eu não penso no TER, penso mais no SER. E o SER que eu quero é ser uma filha completa, somente uma filha para compartilhar do amor do Aba para todas as pessoas à minha volta, sem vergonha, rancor, raiva, debate, só de maneira saudável e natural.

O "Eu também" da outra pessoa me deixou num estado catatônico, como se eu tivesse tomado um banho de água fria em pleno inverno, um pouco mais frio do que está agora. Eu não quero um ser assim. Meu corpo, minha alma, meu espírito, minha mente, meu CORAÇÃO, quero que pertençam apenas a Deus e a Ele somente.

Quero chegar para as pessoas e dizer um "Eu também" com muita segurança daquilo que eu estou afirmando, me espelhando. Por mais que o dele não possa ser tão verdade, eu quero que o meu seja.

Minha oração é para que sejamos discípulos, e possamos compartilhar e aprender juntos o verdadeiro evangelho, a verdadeira mensagem.





0 comentários