Ansiedade


Uma das coisas que as pessoas mais conversam comigo é sobre a ansiedade. Pode até parecer estranho, já que estou me formando para ser engenheira e não psicóloga, que eu também falo bastante, que eu tenha sofrido um pouco com isso.

Me acostumei a dizer que a ansiedade é o mal do século e que nós precisamos tomar muito cuidado com ela, principalmente quando começa a afetar a vida das pessoas que vivem ao nosso lado. Ela não é uma brincadeira.

Pois bem.

Como você sabe, se leu o post anterior, estou lendo um livro chamado Louco Amor e já cheguei no terceiro capítulo. Enquanto lia, meu coração foi incomodado de uma forma louca, intensa, uma loucura. O autor do livro já previa muita coisa, principalmente uma Metanoia gigante.

Ele diz muito sobre se andar ansioso, preocupado, com uma carga enorme que é bem difícil de ser carregada. E mostra como devemos confiar Naquele que nos criou para tornar todas essas coisas mais fáceis. E, minha gente, eu só melhorei um tanto depois que resolvi deixar todas as minhas preocupações nas mãos de Deus e que elas iam se resolver com o tempo, não na hora. Que o que fosse que fosse para acontecer aconteceria e eu não teria tanto controle sobre x eventos assim.

Precisamos desconstruir a ideia de sermos invencíveis, que podemos tudo, só basta querer. Aquilo que queremos, e que será bom, nos será dado no devido tempo. Assim como o resultado de diversos anos de trabalho, da solução de problemas e de diversas outras coisas que teremos na nossa vida.

Nada é tão por acaso assim, hahaha.
Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: alegrem-se!
Seja a amabilidade de vocês conhecida por todos. Perto está o Senhor.
Não andem ansiosos por coisa alguma, mas em tudo, pela oração e súplicas, e com ação de graças, apresentem seus pedidos a Deus. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os seus corações e as suas mentes em Cristo Jesus.
Filipenses 4: 4-7
Um beijo e um queijo!
Fique com Deus!
Imagem: Hanna Morris | Unsplash





0 comentários