Marina, Carlos Ruiz Zafón


Oscar é um menino que mora em um internato. Não por ser órfão, mas porque seus pais vivem viajando e não conseguem dar a devida atenção a ele.

Apesar de viver nesse lugar, ele somente tinha as obrigações da escola e podia sair e andar pela cidade, que é Barcelona. Por ser bem curioso, entrava em casarões abandonados e ruas vazias. E foi assim que conheceu Marina, a menina que mudou de forma dramática a maneira que ele via o mundo.

Assim que ele e Marina se tornam amigos, eles vão a um cemitério esperando uma dama misteriosa de preto chegar em sua carruagem. Ela visita um túmulo que possui uma borboleta negra como identificação. Resolvem segui-la e param em um lugar escondido por um jardim que a muito não é cuidado. Pelo jeito ninguém morava lá.

Eles entram e encontram um lugar completamente diferente. Existem partes humanas O-O, bonecos em tamanho real, pendurados em todo o lugar e, além disso, um álbum bem estranho, com pessoas nascidas com má-formação. Depois disso, tudo vira uma aventura de terror.

É realmente de terror, gente. Esses bonecos são mais sinistros depois que se sabe a história toda.

Quando você lê os primeiros três capítulos, mais ou menos, você não imagina o que está para vir e começa a xingar os dois pra sair de onde entram rapidinho, porque você sabe que não vai acabar bem. E quase nada acaba bem mesmo! É terrível. Deu uma agonia enquanto lia, uma aflição por estar se colocando ao lado das crianças...

Li de uma tacada só esse livro. Lembro que fui dormir por volta das 2, 3 horas da manhã, sendo que iniciava a leitura 20h, 21h.

Alerta de spoiler bem fraco no próximo parágrafo. Pode pular para o último.

Antes de finalizar isso aqui, quero dizer que esse livro me lembrou muito um filme de bonecos assassinos que vi uma vez quando era criança. Aqueles bonecos de madeira com várias cordas pendentes pra você mexer, dar os movimentos, inclusive a boca. Apavorei nesse livro. Os pesadelos da infância até voltaram um pouco.

Pois é, cheguei a sonhar com esse livro. E não é por menos que eu amo a escrita do Zafón. No início você não dá nada, mas depois você está subindo no sofá de pavor.

Beijooos!



Original: Marina
Páginas: 192 capa comum
Autor: Carlos Ruiz Zafón

Link: Amazon
Estante: Skoob - Goodreads




Observação: o link de compra presente nesta resenha é monetizado. Comprando por ele você ajuda o blog a crescer e trazer conteúdo de qualidade. =)



0 comentários