Meu Benigno Favorito


Depois de quase séculos do lançamento de “Meu Malvado Favorito” com a Scarlet, assisti ao filme e vi algumas causas do seu sucesso. E olha, me diverti muito! E olha que é o primeiro.

Mas não estou aqui pra falar completamente sobre os Minions, embora eles tenham toda a responsabilidade nesse post (e amei o Bob – fofucho de tudo gente <3). Estou aqui pra falar sobre o início da história. Daquela parte que o narrador conta sobre a origem, o que eles sempre fizeram e como conseguiram “fugir” da tristeza ~não dá pra escapar sempre, não é?~.

Quero dizer sobre a vontade deles de terem um “Malvado Favorito” e em como tudo isso tem a ver com a gente. Sim, nós também procuramos “Algo” Favorito e pode ser qualquer coisa que vai fazer com que sejamos felizes, alguns momentâneos, outros pra sempre.

Vim falar sobre o meu “Benigno” Favorito, “Misericordioso” Favorito, “Pai” Favorito.

Já percebeu o quanto dependemos de coisas, detalhes que são, pra abrir um sorriso durante o dia, da pessoa especial para que nos tornemos especiais também? Eu e você? Já pensou também no quanto sentimos falta de alguma coisa e enquanto não conseguimos ficamos “na bad”?

Pois é. Só temos que encontrar algo pra preencher esse vazio que, primeiramente, não deveria existir, mas existe.

O narrador começa contando sobre a origem dos Minions e do quanto eles precisavam do seu “Malvado” para servi-lo, isso mesmo, servi-lo. Pra eles não importa o bem-estar deles, precisavam de alguém pra fazer feliz, e eles gostam dos malvados. Porém, com o avanço dessa história, deu pra perceber o que acontecia. Quando algo dava bem errado com o chefe, eles mudavam pra outro e assim foi… Até que decidiram que teriam que ficar sozinhos por um tempo, estavam ficando cansados de mudar e mudar… Acharam o lugar perfeito, mas por muito pouco tempo.

A tristeza voltou em peso e ninguém mais estava vivo… Então o Kevin juntou voluntários para procurar um novo líder para todos, e então saíram para o novo mundo que havia se formado.

Mas o que isso tem a ver comigo? Tudo.

Nós somos tão assim, em busca de algo mais forte que nós, que possamos servir. Pode ser tanto a nível espiritual, nas orações, rezas, pedidos, a nível pessoal, como o namorado, a namorada, o marido, a esposa, os filhos, como as coisas também, em que podemos citar o dinheiro, aquela bolsa, aquele sapato, aquela televisão junto com o videogame de última geração… Deu pra perceber a semelhança?

Só que a diferença é que a maioria dessas coisas são finitas não é? Por que colocar toda a sua felicidade em coisas que acabam, em pessoas que erram? Pois quando tudo acabar vamos voltar à estaca zero, tristes e vazios.

Por isso eu disse que tenho o meu “Benigno” Favorito, “Misericordioso” Favorito, “Pai” Favorito. Ele existe, sempre existiu desde o início do mundo, e até antes. Criou tudo, nos amou imensamente e ainda está perto mesmo que não queiramos mais saber Dele de vez em quando. E nada compra o Seu Amor, Ele nos dá de graça… E veio pra servir antes, nos servir, nos ensinar, nos amar, nos discipular. E foi maravilhoso.

E a terra produziu erva, erva dando semente conforme a sua espécie e árvore frutífera, cuja semente está nela conforme a sua espécie. E viu Deus que era bom.
Gêneses 1:12/ Genesis 1:12
E disse Deus: Produza a terra alma vivente conforme a sua espécie; gado, e répteis, e bestas-feras da terra conforme a sua espécie. E assim fo. E fez Deus as bestas-feras da terra conforme a sua espécie, e o gado conforme a sua espécie, e todo o réptil da terra conforme a sua espécie. E viu Deus que era bom.E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se move sobre a terra. E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou. E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.
Gênesis 1: 24-28 / Genesis 1: 24-28

Então, por que continuar tendo fé, servir coisas finitas? Vamos ter fé no infinito, no Deus maravilhoso, que preenche, com certeza, todo vazio que existe, porque Ele pode preencher tudo o que estiver sentindo, tenho certeza disso.

Vou dar uma conferida no segundo filme pra ver o que os Minions vão aprontar dessa vez. Estou louca pra ver os pequeninos amarelinhos de novo. Eles são muito amor.

Küsse,
Imagem: pixabay.com

0 comentários

Oi!
Deixe seu comentário aqui que ele vai ser publicado o quanto antes. Pode fazer críticas, elas são bem vindas! Mas comentários com palavras de baixo calão não serão postados.
Fiquem à vontade! Ah, e sem spam.
Küsse!