E então: Redes Sociais


Estava ficando biruta,  biruta de tudo mesmo. E acho que é por isso, senão um dos motivos, que descobri que sou desorganizada-fixionada-perfeccionista demais com muitas coisas.

Não estava conseguindo me dar com tantas informações vindo e indo. Sabe aquele desenho animado do olho que vira uma espiral e fica assim por um bom tempo? Imagine a minha pessoa dessa maneira. Pois é.

E é verdade. Já sou meio lelé... Daí isso acontece e as coisas pioram. Meu momento de enlouquecer. E começar a ficar estranha, então não estranhe...

Então resolvi fazer uma coisinha. Tirei o Facebook do celular, especificamente. Escolhi ele. Entro nele apenas uma vez por dia e olhe lá. O Wi-Fi/3G do celular fica ligado por pouco tempo, e por volta de 4, 5 vezes no dia. A rede social que mais acompanho é o Twitter <3. Fora o Instagram que serve pra inspirar quando fico estática pensando em 'nada'.

Desse jeito fiquei muito mais tranquila.

Então, nessa vibe, eu e meus amigos estamos meio que enchendo o saco um do outro quando estamos na mesa da lanchonete mas com o celular na mão. É mais ou menos assim: quem pegar o celular do meio da mesa vai pagar a conta. 

E isso está funcionando meus caros. E não preciso dizer que é muito amor tudo isso.

Estamos ficando com saudades de conversar com as pessoas que estão do lado, sem ser via mensagens eletrônicas. Usar pra falar quando está longe e nas horas certas fazem tanta, mas tanta diferença. Sei lá, a vida fica mais leve e com mais tempo pra fazer tudo aquilo que quis mas que nunca deu porque o tempo estava curto demais.

Só que é a gente que organiza tudo. E as prioridades sempre vem primeiro. E com ela, com certeza, a saúde, principalmente quando envolve pessoas. As pessoas que são muito importantes na sua vida.

Não sei você, mas eu sinto uma saudade tremenda de gente por perto, conversando, rindo. Tudo fica mais real e a magia acontece dessa maneira. Até porque os verdadeiros sentimentos podem ser observados ali, com todos por perto. Olho no olho, não texto por texto.

Eu amo meus amigos... E acho que me amam também.

Se você, amigo, ler, saiba que eu te amo <3.

Para quase terminar, vou colocar um trecho aqui de um texto que foi ao ar no Voltemos ao Evangelho que fala sobre as amizades virtuais e em como elas podem ser perigosas.
Além disso, o seu verdadeiro ser foi feito para relacionamentos de mão dupla em tempo real. Fomos feitos não apenas para conhecer outros, mas também para sermos conhecidos por outros. A verdade é que você não pode conhecer verdadeiramente uma pessoa ou ser conhecido através do inevitável firewall das redes sociais.
Sei que não é novidade o que está escrito aqui em cima, mas é bom a gente sempre tomar um pouco de cuidado, não é?

Küsse,
Imagem: pixabay.com

2 comentários

  1. Falou tudo! Me sinto bem melhor quando me desligo das redes sociais, principalmente o Facebook e whatsapp rsrs
    Me irrito quando estou com pessoas e elas só prestam atenção no celular. É triste, mas o mundo já iludia e cada dia as pessoas estão se iludindo mais!

    Muito bom seu texto! Da pra sentir o sentimento nele!

    bjos
    https://aninhamorando.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aninha!
      Fico feliz que tenha gostado e acho que disse tudo o que queria nele... Se faltou alguma coisa foi bem pouco...
      E é verdade quanto a essa ilusão... Triste =(
      Beijos Aninha!!!

      Excluir

Oi!
Deixe seu comentário aqui que ele vai ser publicado o quanto antes. Pode fazer críticas, elas são bem vindas! Mas comentários com palavras de baixo calão não serão postados.
Fiquem à vontade! Ah, e sem spam.
Küsse!